Segunda-feira, 12 de Outubro de 2009

Fotocopiei o meu caminho até à superioridade.

Questiono-me acerca da quantidade exacta de elementos nos quadros superiores da ASAE. Já agora, da quantidade exacta de elementos nos quadros superiores do governo inteiro. Quantos doutores e engenheiros haverá por lá? Presumo que seja uma informação fácil de obter no departamento de recursos humanos.

 

Mas mesmo que tenham a base de dados mais completa e organizada do universo conhecido, há um pequeno pedaço de informação que não consta nos registos. Quantos desses doutores e engenheiros estudaram por fotocópias em vez de livros? Quantos desses cursos superiores se devem ás fotocopias?

 

Sim, porque de universidades a politécnicos e escolas superiores, poucos são os alunos que efectivamente compram os livros imprescindíveis á sua formação. O grosso da coluna recorre à fotocópia. De outra forma o custo do curso dispararia por aí a cima, ficando apenas ao alcance de uma elite financeiramente confortável.

 

Questiono-me sobre isto, porque por breves instantes uma reflexão menor, evidenciou a relação entre livro e fotocópia como sinónimo da relação entre disco e mp3.

 

Fiquei curioso á cerca da verdadeira dimensão da hipocrisia.

publicado por Carlos Paiva às 23:05
link do post | comentar | favorito

.sobre o autor

.posts recentes

. It's not going to suck it...

. Alice in bullshitland

. Dogma

.arquivos

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

.chulos criativos

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape

.subscrever feeds